segunda-feira, 4 de julho de 2011

120 dias de Sodoma - Marquês de Sade


'Onde diabo a senhora Duclos', começou dizendo, 'foi buscar uma safada feia como vós? Na lama, provavelmente!... Devíeis estar agarrando alguns soldados de guarda quando foram vos buscar.' Envergonhada, a jovem, que não fora avisada de nada, não sabia que atitude adotar. 'Vamos! despi-vos logo', continuou o cortesão... 'Como sois desajeitada!... Nunca vi puta mais feia nem mais estúpida em toda a minha vida... Pois bem! Vamos logo, será que ainda conseguireis acabar hoje?... Ah!, este é, portanto, o corpo que tanto me elogiaram? Que mamas... Parecem tetas de vaca velha!' E ele as manuseou brutalmente. 'E esse ventre! Como está rijo!... Será que tendes parido vinte crianças?' 'Nem uma única, senhor, garanto.' 'Ah!, sei, nem uma única: é o que todas dizem, aquelas safadas; se as escutarmos, são sempre donzelas... Vamos, virai-vos! Que bunda infame... Que nádegas flácidas e nojentas... É com muitos pontapés na bunda, sem dúvida, que vos deixaram o traseiro deste modo!.' Queiram notar, senhores, que era o mais belo traseiro que fosse possível ver. Entretanto, a moça começava a se perturbar; eu distinguia quase as palpitações de seu coraçãozinho e vi seus belos olhos se cobrirem de uma nuvem. Quanto mais ela parecia se perturbar, mais o gatuno a mortificava Ser-me-ia impossível dizer-vos todos os insultos com que a cobriu; não se ousaria dizer coisas tão picantes à mais vil e à mais infame das criaturas. Finalmente o coração disparou e as lágrimas desandaram: era para aquele instante que o libertino, que se poluía com todas suas forças, tinha reservado o remate das ladainhas. É impossível repetir-vos todos os horrores que ele lhe dirigiu sobre sua pele, sua cintura, seus traços, o cheiro infecto que pretendia emanar dela, sua vestimenta seu espírito: em suma, procurou tudo, inventou tudo para desesperar o seu orgulho, e esporrou nela, vomitando atrocidades que um grosseirão não ousaria pronunciar. p. 269-270 (120 dias de Sodoma)

Nenhum comentário:

Postar um comentário